Este blog não aderiu ao Novo Acordo Ortográfico!

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Cem Anos de Solidão

Tenho este livro na minha estante há coisa de dois anos. A vontade de o ler era enorme, mas o medo conseguiu sempre sobrepor-se. Isto porque sempre me fizeram desta história um bicho de sete cabeças! Disseram-me que era um livro excelente, mas muito confuso e que a escrita se tornava maçadora. Ouvi de tudo um pouco e acabei por o deixar descansadinho na estante, à espera do momento certo. 

Este mês, à conta das leituras impingidas, a Su recomendou-mo e decidi que o momento havia chegado. Sinto que esta opinião não vai sair grande coisa, tal o estado em que o livro me deixou. É mais uma daquelas vezes em que se gosta tanto de um livro que nem se sabe bem o que dizer a seu respeito, estou praticamente sem palavras...

Antes de mais posso dizer-vos que foi o primeiro livro de Gabriel García Márquez que li e, à conta deste livro, chegaram mais dois da sua autoria à minha estante. Irei mostrar-vos tudo noutro post de aquisições mais tarde, quando já estiverem todos comigo. O que mais me deixava curiosa acerca deste livro, era a forma como estava escrito e que todos gabavam. Nisso eram unânimes e devo dar razão a todos os que me recomendaram esta leitura. É uma escrita tão simples e, ao mesmo tempo, soberba. Não percebo como alguém a pode ter achado maçadora! Eu achei a escrita muito cativante, e por várias vezes foi difícil pausar a leitura.

Percebo, no entanto, porque me diziam que o livro era confuso. Cem Anos de Solidão conta-nos a história da família Buendía, desde o primeiro da estirpe, José Arcádio Buendía, até ao seu último descendente. Acompanhamos todos ao longo de um século, num total de sete gerações. O que torna o livro um pouco complicado de ler é a repetição de nomes ao longo das várias gerações, particularmente José Arcádio, Aureliano e Remédios. As edições mais recentes trazem a árvore genealógica da família nas primeiras páginas, mas quem tem uma edição mais antiga deve procurar a genealogia da família. Eu fiz o tpc e encontrei várias na net, mas são tão detalhadas que se tornam um pouco confusas. A da minha edição é mais simples e, por isso, partilho-a convosco:


Esta é uma família de loucos! Todos os Buendía das primeiras gerações têm uma aptidão especial. Os José Arcádio interessam-se por filosofia, ciência e por literatura; Os Aurelianos são bons artesãos, mas acima de tudo, são bons líderes. Estas características vão-se repetido ao longo de todas as gerações. Em relação às mulheres da família não é assim tão linear, mas acabamos por encontrar alguns fenómenos bizarros. O que toda a família tem em comum, mesmo ao fim de cem anos, é a solidão em que se encontram, cada um à sua maneira. 

Ao longo da narrativa conhecemos todos os personagens ao pormenor juntamente com os seus destinos, quase todos trágicos. A evolução da aldeia de Macondo também é muito interessante. Gostei muito de acompanhar o seu desenvolvimento até entrar em declínio. Torna-se difícil escolher personagens favoritos, por causa da tal repetição de personalidades. Posso dizer-vos que a Fernanda me irritou imenso com tanta presunção e também pela forma como trata os restantes personagens mas, acima de tudo, pela forma como chega a casa dos Buendía e "rouba" a autoridade à matriarca, Úrsula. O último Aureliano foi o meu favorito de todos, em boa parte pela forma como a história terminou. E que final! Por muito que tentasse imaginar o final da história, nada me preparou para o que acabei por ler. Li e reli a última frase várias vezes com um misto de surpresa e tristeza por ter chegado ao fim. 

Bem sei que esta review não é nem de perto das melhores que já escrevi, mas a verdade é que continuo sem palavras para descrever esta obra. Uma obra que valeu o prémio nóbel. Sinto que nada do que possa dizer fará justiça ao livro (não gosto nada quando isto acontece) e, por isso, o melhor é mesmo lerem!



Este foi o primeiro livro impingido de Fevereiro. De seguida vou pegar na Papisa Joana, mas ainda vou receber alguns livros de parcerias e estou a pensar intercalar as leituras. Vamos ver como corre. Quem já leu o Cem Anos de Solidão, que tem a dizer sobre este livro?






25 comentários:

  1. Viva,
    Também já li este livro e gostei bastante, e sim é um pouco confuso mas nada por ai além. Para mim a primeira frase deste livro é uma das melhores que a literatura nos tem para oferecer :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Luis!

      Também não achei assim tão confuso. Consultei a árvore algumas vezes, mas quase só para consultar de um personagem era descendente do Coronel ou do seu irmão José Arcádio.

      Em relação a essa frase, gostei da forma como ele nos dá um "bocadinho do que está para vir" e depois volta subtilmente para trás a contar a história calmamente até lá chegar. Assim de repente lembro-me do capítulo em que ele começa por falar no momento da morte a Amaranta e depois voltou ao momento onde tinha ficado no capitulo anterior, até chegar realmente à morte dela. Por vezes senti que me estava a fazer spoiler, mas mesmo assim gostei.

      beijinhos

      Eliminar
  2. Olá!

    Também tenho este livro na estante para ler. Mas nunca tive vontade de lhe pegar porque sempre ouvi dizer que era uma história e uma leitura difícil! Mas com a tua opinião fiquei mais entusiasmada.

    Beijinhos e boas leituras!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Isaura!

      Vai por mim, esquece isso e pega-lhe. Se a tua edição tiver a tal arvore vais ver que se lê muito bem e a escrita do autor é muito simples. Sim, estou a impingir-te o livro :P

      beijinhos

      Eliminar
  3. Não posso concordar com o que dizes a respeito da tua opinião. Acho que foi das opiniões que escreveste que mais gostei de ler e fiquei com muita vontade de ler este livro e este autor :D
    Eu também estou quase a terminar a minha leitura impingida :P E também estou a adorar. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ohhh obrigado. Isto acontece-me muito. Parece que quando o livro é bom, nunca encontro as palavras certas para o dizer e sinto-me um pouco perdida a escrever a opinião. Há tantas coisas que poderia ter referido acerca do livro. Lê-o, Nuno. Tenho a certeza que vais gostar.

      Ui, então depois quero ler a opinião :)

      Eliminar
    2. Então quando leres espero que gostes tanto como eu, ou mais! Não imaginas o que te espera. Há um mistério que envolve todos os elementos da familia e quando chegas ao fim até ficas de boca aberta. Este vou relê-lo um dia, sem dúvida.

      Para além deste, tenho mais 4 deste autor (2 deles são os refiro neste post) mas o que eu gostava mesmo de ler a seguir, deste autor é o Amor em Tempos de Cólera. Também dizem que é muito bom!

      Eliminar
  4. Já li à muito tempo e gostei.

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Isa :)

      É um livro muito bom, sem dúvida!

      Eliminar
  5. Ois miga,

    Fico muito contente que tenhas gostado, este é um livro muito bom, por vezes algo descritivo mas do melhor que já li.

    Ha muito talento nos escritores Sul Americanos e este é um dos seus espoentes máximos....já li um outro livro dele e gostei muito :D

    E a opiniao está excelente, mas percebo-te :)

    bjs e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!!

      Olha que mesmo sendo um bocadinho descritivo, não me aborreceu nem um bocadinho. É daqueles livros que não me custa nada saber tudo em pormenor. Está muito bem escrito e dá gosto lê-lo. Que mais talentos sul americanos me recomendavas? Por acaso acho que nao conheço muitos...

      beijinhos

      Eliminar
    2. Olha gosto muito da Isabel Allende, por exemplo a Casa dos Espiritos, Vargas que gostei tambem, Laura Esquival, Jorge Amado e por ai fora, há muita escolha :D

      Eliminar
    3. Ah, pensava que a Isabel Allende era espanhola aqui do lado. Jorge Amado também já ouvi falar muito. Vargas não tanto, mas também não me é estranho. Laura Esquival nunca ouvi falar. Mas sim, são boas sugestões.

      Eliminar
  6. Ainda bem que gostaste :D depois, tens de ler a autobiografia ;D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei sim :) Já me devias ter convencido há mais tempo. Tenho que ler sim. Não sei se te contei, mas entretanto já comprei mais dois dele em segunda mão. Ainda só cá chegou um... Mas pronto...

      Eliminar
    2. Fizeste muito bem :D lembrei-me que uma das características do autor que tb costuma assustar os leitores é a quatidade de saltos temporais que ele faz. Por acaso é o que me faz gostar dos livros dele. Acho que é de génio.

      Eliminar
    3. Ah sim, também vi pessoal a queixar-se disso. Mas a verdade é que tambem gostei dessa característica

      Eliminar
  7. Tenho o ebook deste em espanhol por ler ^^ Conto fazê-lo este ano ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho muito bem! Não faças como eu que andei a adiar durante dois anos e no fim adorei. A Neuza disse-me que também já o leu e gostou muito.

      Eliminar
    2. Talvez leia em Março. Estou indecisa entre este e Memórias das Minhas Putas Tristes

      Eliminar
    3. Talvez em Março, mas estou indecisa entre este e o Memórias das Minhas Putas Tristes

      Eliminar
    4. Também gostava de ler esse mas ainda não o tenho. É mais pequeno, para quem queira começar a ler alguma coisa dele. Mas não estejas indecisa, se tens o ebook lê este, vais gostar de certeza.

      Outro que tenho curiosidade de ler é "Os Funerais da Mamã Grande" porque referem essa personagem neste livro.

      Eliminar
  8. Como te disse, li-o aos 14 anos e como tu disseste merece ser relido. Tenho de o arranjar! Eu adorei-o quando o li e de facto a única confusão no livro são os nomes. De resto é fantástico. Uma excelente história com uma escrita cativante e um final de morrer! Adorei e ainda bem que também gostaste tanto!
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este também vou querer reler um dia mais tarde. É como tu dizes, uma história escrita de forma cativante e um final de morrer! Adorei aquele final, um dos melhores que já li.

      beijinhos

      Eliminar

Os comentários são sujeitos a moderação. Seja construtivo :)